SoluçõesCasesAcademiaBlogTalentosInstitucional
Varejo/Serviços

Supply Chain: 3 Estratégias para Otimizar na Empresa [2022]

Uma operação logística envolve diversos agentes em uma cadeia, por causa da grande complexidade. Cada parte é responsável por uma etapa e pela integração com as outras. Então, o produto segue por fases até o destino.

Chamamos esse processo de supply chain. Organizar bem essas operações é essencial para otimizar os resultados, com menores prazos, maior segurança e menores despesas.

Por mais que sua empresa atue em apenas uma das fases, é importante conhecer todas e entender como melhorar a sua parte. Já se ela gerencia a entrega como um todo, ter esse controle se torna, portanto, indispensável.

Saiba mais nos tópicos a seguir.

O que é supply chain?

A supply chain, ou cadeia de suprimentos, é o processo que envolve a produção e movimentação de mercadorias até chegar ao consumidor. Abrange produtos dos diversos tipos, como peças automotivas e alimentos.

Passa pela coleta de matérias-primas até efetivamente o momento em que uma mercadoria completa chega às prateleiras das lojas ou à casa do cliente.

Desse modo, é um conjunto complexo de operações. Normalmente, as empresas trabalham em coordenação para realizar as etapas da cadeia, alternando na gestão e no controle das entregas.

O importante para entender sobre esse tema é que erros são muito custosos. Como temos uma cadeia interligada, uma falha em um processo desencadeia falhas em outros, como um efeito dominó.

O outro lado também é verdadeiro: agilizar prazos em uma das etapas faz a próxima já ganhar tempo.

Por essa razão, é importante ter uma visão integrada e ampla da cadeia para obter melhores resultados.

Há vários fatores a se considerar quando o objetivo final é, por exemplo, entregar algo mais rápido ao cliente. O problema de prazo pode estar em cada uma das etapas, o que torna necessária uma visão sobre cada uma para identificar as falhas.

Importância do supply chain para a empresa

Essa visão conectada favorece o desempenho na logística dos produtos. A cadeia ajuda a controlar as minúcias do processo, de modo a garantir padronização de funções e o máximo de cuidado em cada frente.

Temos personagens específicos no fluxo preocupados com sua parte. Isso faz com que cada fase seja desempenhada com precisão e segurança, sendo que cada agente dispõe das ferramentas ideais para isso.

Além disso, é possível obter agilidade e segurança de uma forma mais organizada, com todos os membros da cadeia espelhando o mesmo cuidado.

Como funciona o processo de supply chain em uma empresa?

como funciona o processo de supply chain

Em resumo, temos:

  • Coleta de matérias-primas
  • Produção
  • Armazenamento
  • Transporte/distribuição
  • Venda

Tudo começa com a gestão da coleta de matérias-primas. Nessa parte, há um foco no planejamento de controle e produção, de modo a gerar o número ideal de produtos para atender a procura.

É muito útil, inclusive, prever a demanda nessa etapa para uma visão mais organizada e precisa.

Depois, temos a produção, que segue o que foi definido na tarefa anterior. É a hora de processar os recursos e transformá-los em produtos de fato.

Em seguida, o item passa para o armazenamento, onde ficará estocado. Pode ser em um armazém ou em centros de distribuição.

A diferença é que um CD é focado na movimentação rápida das mercadorias, ao passo que um armazém controla produtos por um prazo mais longo.

Nessa fase, o produto pode passar de um agente para outro. Contudo, precisará entrar nas fases da armazenagem, como entrada, conferência, registro, separação e expedição.

A expedição já prepara a próxima etapa: transporte. É a fase de levar o produto de um ponto a outro — especificamente, do armazenamento para um local de transição ou para a loja. Há casos em que o transporte leva ao cliente também.

Por fim, podemos ter a etapa de venda, em que o produto se encontra em uma loja e deve ser comprado por alguém para chegar ao seu último destino.

Supply chain exemplos

Temos cadeia de suprimentos em praticamente todos os setores. Por isso, há diversos exemplos a explorar.

Um muito comum e fácil de explicar é o varejo online, o e-commerce.

Nele, geralmente o processo de produção gera itens para armazenamento por parte de um fornecedor.

Quando um pedido é feito, esse agente transfere o produto para um centro de distribuição vinculado ao lojista. Então, o item é expedido e transportado diretamente para o cliente.

Há casos em que o próprio fornecedor cuida do transporte e do armazenamento. A loja virtual funciona apenas como um intermediário.

Outro exemplo de supply chain é o setor alimentício. Temos os produtores ou indústrias fazendo a produção, depois os fornecedores e intermediários (PSLs ou Prestadores de Serviços Logísticos) e finalmente o restaurante/loja e o consumidor.

3 formas de otimizar o supply chain de sua empresa

1. Planejamento e mapeamento das etapas

É claro que as empresas precisam de uma visão ampla sobre o processo de criação e movimentação. Então, uma boa dica é planejar e mapear as etapas para gerenciar o fluxo e todos os detalhes dele.

É preciso coordenar as etapas, integrar os agentes e garantir a padronização dos processos.

2. Utilização de um sistema

Outra importante recomendação é a utilização de um sistema de gestão para supply chain. Uma aplicação fornece uma visão geral de todas as fases, com controle de demanda, gestão de segurança no armazenamento, rastreamento no transporte e muito mais.

É possível controlar aspectos mais globais e alguns mais específicos, como uma visão sobre a localização ideal de um novo item em um centro de distribuição, por exemplo.

Gestão de indicadores

Sempre utilize indicadores de desempenho para verificar o que está funcionando bem e o que não está. Verifique a saúde das operações e a evolução para saber como reparar as falhas e em quais pontos ajustar.

Uma visão de indicadores com apoio de um sistema de gestão pode auxiliar no controle exato dos processos para melhorar a tomada de decisões. Assim, a empresa descobre rapidamente onde está o erro, em qual etapa, e pode agir.

gestão de indicadores

Qual a diferença de logística e supply chain?

Há uma confusão comum entre os termos supply chain e logística, mas é importante estabelecer a diferença.

A supply chain cuida do ciclo de vida de mercadorias como um todo, desde antes da produção até depois da venda, ao passo que a logística gerencia apenas aspectos diretos da movimentação, como a etapa de armazenamento e transporte.

Em resumo, a logística faz parte da cadeia de suprimentos.

Entenda melhor como os dados podem ajudar no controle dos processos de sua empresa!

Conclusão

Como vimos, a cadeia de suprimentos é a organização das etapas de produção e distribuição de mercadorias, sendo assim essencial para todos os negócios e para a vida humana.

Gerenciar bem a cadeia é otimizar os prazos, reduzir retrabalho e gargalos para obter melhorias globais.

Veja também

Varejo/Serviços
16.05.2022 | Por Geofusion

Tipos de Pesquisa de Mercado: 9 Melhores para Seu Negócio

Leia mais
EnsinoFinanceiroImobiliárioIndústria de Bens de ConsumoMídia OOHNotíciaSaúde/SeguradoraVarejo/Serviços
11.05.2022 | Por Marina Mendonça | 10 min

Confira tudo que aconteceu no Geo On The Road em Curitiba

A segunda edição deste evento trouxe convidados e tendências incríveis sobre o mercado. Saiba mais

Leia mais
Varejo/Serviços
10.05.2022 | Por Geofusion

Funil de Vendas: 3 Dicas para Fazer o da Sua Empresa [2022]

Leia mais