SoluçõesCasesAcademiaBlogTalentosInstitucionalFale com o Suporte
Notícia

Marketing Estratégico: 3 Etapas e Como Fazer em Sua Empresa

O marketing estratégico garante que as metas do negócio sejam alcançadas com as melhores ações. Entenda melhor!

O marketing estratégico é uma das subdivisões do marketing que ajudam a entender como cada plano geral é traduzido em um conjunto de ações específicas. 

O estratégico está em um nível acima, pois se preocupa com questões mais gerais, definindo o caminho e o norte para as tarefas mais específicas.

Ter uma boa visão da estratégia é essencial para tornar o setor de fato lucrativo para a empresa. Assim, as campanhas e táticas vão cooperar com os objetivos principais do negócio, de modo a auxiliar no crescimento e no fortalecimento da marca.

Entenda melhor esse quesito a seguir. Falaremos sobre o que é marketing estratégico, a importância desse conceito, como implementar e mais.

O que é marketing estratégico?

Trata-se de um planejamento que alia as ações de marketing (campanhas, posts, anúncios) com os planos estratégicos gerais do negócio. Assim, é uma visão mais voltada para objetivos, metas, indicadores e propostas mais amplas da empresa.

Pensar na estratégia é estabelecer metas e prazos. Dessa forma, o conceito busca conduzir a marca pelo caminho certo, rumo aos objetivos, analisando como fazer isso dentro do período estipulado.

Com isso, ajuda na tomada de decisão, na alocação de recursos e no controle da equipe para favorecer os resultados. 

Em outras palavras, é o marketing que estabelece a direção do que a comunicação da empresa deve focar. Desse modo, ajuda a integrar todas as ações em todos os canais para um único foco.

Quando pensamos no marketing estratégico, precisamos esclarecer a divisão entre esse conceito e os conceitos “tático” e “operacional”.

A estratégia está em um nível acima, mais geral, preocupado sobretudo com as metas. O plano tático pensa a nível dos canais e das divisões departamentais dentro do marketing, buscando planos específicos para cada grupo, ao passo que o operacional cuida do dia a dia.

Uma boa divisão para entender esses três é a que especifica em termos de curto, médio ou longo prazo. 

O marketing estratégico estaria focado em questões de longo prazo, como grandes objetivos que vão impactar a empresa como um todo. O tático cuida de fatores de médio prazo, ao passo que o operacional está encarregado de tarefas de curto prazo. 

Qual é a importância do marketing estratégico?

Uma visão voltada à estratégia ajuda a gerar maior previsibilidade para o negócio. A partir de pesquisas e análises, a empresa consegue definir um caminho para o futuro, com presciência até dos possíveis riscos. 

Dessa forma, é possível saber o que virá adiante e como se preparar de fato. 

Por outro lado, a estratégia ajuda a reduzir os riscos correspondentes aos planejamentos de marketing. Para visualizar esses aspectos e as incertezas em paralelo com as possibilidades, os gestores se voltam ao que planejaram no nível estratégico.

Portanto, torna-se viável diminuir o impacto de possíveis problemas e falhas. A empresa se prepara para um cenário positivo e também para situações negativas que possam ocorrer.

Em termos práticos, é como definir uma meta de X vendas e saber exatamente o quão difícil será alcançar isso.

A companhia pode trabalhar com um objetivo geral e outro realista, pensando inclusive nos entraves que podem interferir no cumprimento das metas.

Quais são as etapas do marketing estratégico?

Vamos agora às etapas deste tipo de marketing para entender como ele é estruturado.

1. Planejamento inicial

Primeiro, é necessário fazer um plano inicial, baseado no diagnóstico da situação do negócio. Com uma análise aprofundada de dados e do que a empresa pode alcançar, é possível traçar um caminho e um objetivo geral a longo prazo.

2. Estudo do mercado

Uma etapa importante é a análise da concorrência e de outros players do segmento, ou seja, o benchmarking.

Trata-se de avaliar como a empresa se encaixa no seu nicho e de que forma se posiciona com relação aos concorrentes. Isso deve gerar insights sobre modos de traçar melhores estratégias para alcançar seus objetivos.

Essa visão coopera com um remanejamento dos objetivos. Isto é, caso a empresa queira crescer e se tornar líder em seu nicho, por exemplo, é bom observar o que os outros estão fazendo para definir o que ela fará em resposta.

Assim, obtém-se vantagem competitiva.

3. Métricas e monitoramento

Não há estratégia sem métricas. Então, uma etapa fundamental é separar as mais importantes para acompanhar. 

Isso depende, evidentemente, das metas definidas. Os indicadores devem ser pensados para serem realistas, terem um prazo bem claro e serem fáceis de mensurar, sem ambiguidades. 

O ideal é coletar os resultados e já saber traduzir isso para compartilhar com os líderes.

Como aplicar o marketing estratégico em sua empresa?

Separe as equipes

Por mais que seja focado em integração, o marketing estratégico pensa na divisão exata das equipes para facilitar o plano tático. 

Então, estabeleça bem os times e os limites entre eles para que todos consigam traçar seus planos de como alcançar o que a estratégia definiu.

Cuide da coordenação e integração 

A integração deve ser priorizada também. O ato de integrar, nesse sentido, é o de coordenar todos para caminhar rumo aos mesmos objetivos. 

Assim, fica mais fácil obter os resultados e garantir que a empresa está de fato funcionando de forma consistente.

Pensar na parte tática e operacional

Faz parte do planejamento estratégico pensar também no nível tático e operacional. Esse cuidado ajuda a definir como os outros planejamentos serão estruturados de fato e como dependerão da estratégia. 

Se o objetivo geral da estratégia for gerar X vendas ou aumentar as conversões em X%, o plano precisa esclarecer alguns caminhos para os canais e as operações. 

Mensurar os resultados

Por fim, sempre monitore os resultados. É sempre imprescindível estar de olho nos indicadores e garantir uma visão coordenada que estude os números para buscar ações e insights ricos. 

Assim, você pode inclusive tentar mudanças no planejamento e novos caminhos para alcançar a estratégia, caso os planos atuais não funcionem tão bem.

Marketing estratégico: exemplos

Um bom exemplo de um planejamento estratégico é uma empresa que deseja aumentar as vendas para 40 mil ou aumentar o número de leads para 10 mil. 

O plano tático pode pensar em uma quantidade específica de posts e de ebooks para aumentar as conversões. Ou em ações específicas de otimização de usabilidade e de UX (experiência do usuário) do site para melhorar as vendas.

Já o plano operacional estabelece as ações mais rápidas. Define como será escrito o post ou o ebook ou como será feita a implementação de um novo padrão de design em sua loja virtual. 

Saiba como usar a inteligência de mercado para otimizar suas análises estratégicas!

Conclusão

O marketing estratégico é o planejamento que busca aliar os esforços de marketing aos objetivos gerais. Assim, ajuda a coordenar a equipe para buscar as metas do negócio, de modo a impulsionar os resultados.

Veja também

Notícia
30.06.2022 | Por Victor Melo | 10 min

Franchising Week e ABF Expo 2022: saiba tudo o que rolou

Saiba mais sobre como foi o evento e de que forma soluções de geomarketing podem auxiliar no crescimento da sua franquia

Leia mais
Notícia
24.06.2022 | Por Geofusion

Inteligência de Dados: Soluções da Geofusion [com Cases]

Leia mais
Notícia
24.06.2022 | Por Geofusion

Análise de Mercado: Etapas e Como Fazer em 5 Passos

Leia mais