SoluçõesCasesAcademiaBlogTalentosInstitucional
Ensino

Como fazer macro captação de alunos com mapas digitais?

Saiba como a inteligência geográfica te auxilia em suas estratégias para aumento de matrículas

Em uma estratégia de macro captação de alunos, são grandes as chances de atingir um alto número de pessoas.

No entanto, a probabilidade de impactar um público-alvo que não possui necessariamente o perfil desejado pela instituição de ensino também é significativa.

Isso porque, diferentemente da micro captação, neste caso se está lidando com ações massivas, como eventos de visitação dos possíveis alunos à escola ou universidade, e assim por diante.

Ou seja, elas não estão direcionadas a uma pessoa em específico, que é o que ocorreria se houvesse uma equipe de telemarketing ligando aos interessados nos serviços, por exemplo.

Mas como conseguir então ter maior precisão e controle, direcionando o plano de ação para chegar ao público com as características pertinentes ao negócio?

Saiba mais neste post.

macro-captacao-de-alunos-2-min

Macro captação de alunos com software de inteligência geográfica

Para entender onde existe maior concentração de pessoas com probabilidade de adesão e propensão a manterem um relacionamento duradouro com a instituição, é necessário ter ótimos recursos de mapeamento.

O principal deles no Brasil é o OnMaps, software líder em inteligência geográfica de mercado, com milhares de dados precisos e profundos, extraídos de fontes diversas e utilizado por grandes e médias empresas do país para estratégias georreferenciadas.

 

“Sem o OnMaps ficaria muito difícil fazer análises de mercado e garantir que todas unidades cresçam. Com a ferramenta, temos a certeza de que uma nova unidade cabe ou não em determinada região. Temos a garantia de tomar decisões corretas.”

João – Marketing e Comunicação (Kumon)

No que diz respeito a necessidades mais pontuais e complexas, também é possível contratar serviços de Consultoria, como os que oferecemos na Geofusion, para obter resultados exponenciais em ações específicas.

New Call-to-action

Seja por meio do acesso direto do usuário à ferramenta, seja com o apoio de nossos especialistas, é possível obter informações de grande relevância para as instituições de ensino, como:

  • Localização de pontos que atraem grande fluxo de pessoas
  • Identificação de população conforme renda média vs faixa etária
  • Intenção de investimento em educação por domicílio

Essas e outras variáveis estão disponíveis para análises de mercado correspondentes a qualquer um dos mais de 5.500 municípios do Brasil. Como? É o que vamos mostrar.

macro-captacao-de-alunos-3-min

Mensuração de tráfego no entorno das unidades

Em um planejamento de macro captação de alunos, é importante levar em consideração a quantidade de pessoas que circulam ao redor do local onde a ação será realizada.

Afinal, por mais que um evento seja bem organizado, ele nem sempre é a prioridade do público que se está mirando. No entanto, alguns fatores podem aumentar a atratividade dele, como é o caso da acessibilidade ao espaço de realização.

Esse é um fator que será analisado pelos seus potenciais clientes não apenas no momento de conhecer a instituição, mas também ao decidir entre se matricular ou não nela.

A questão é: nem sempre será possível ter o mesmo investimento em captação em todas as unidades, então saber escolher a que será mais pertinente é um critério importante para “fisgar” o aluno (ou seus pais, dependendo da situação) logo no início da jornada.

Ou seja, o primeiro passo é facilitar ao máximo o caminho que ele fará até esse ambiente onde terá o primeiro contato físico com a sua instituição – para apenas depois disso avaliar a experiência e outros critérios que culminam na matrícula.

Neste sentido, entender qual é a unidade da rede de ensino que possui o maior tráfego de pessoas no entorno é uma saída para isso.

Veja o exemplo do mapa abaixo. Nele, consideramos uma escola de idiomas fictícia com três unidades na cidade do Rio de Janeiro (RJ).

Para estudar melhor onde elas estão situadas, fizemos um mapeamento por microáreas, que se trata de uma delimitação territorial estimada com base em perfil da população e barreiras geográficas.

Filtramos então a População Economicamente Ativa que circula por dia nessas regiões, a qual considera o número de habitantes e também de trabalhadores.

O resultado foi de 575.062 pessoas trafegando no Centro do município, 306.797 na Barra da Tijuca, e 146.150 no Flamengo.

macro-captacao-de-alunos-onmaps-1

PEA Dia por microárea no entorno de três unidades de ensino fictícias no Rio de Janeiro (RJ)

 

“As soluções da Geofusion são fundamentais no planejamento estratégico de nossas unidades, auxiliando na escolha das melhores áreas a serem exploradas para a captação de alunos. Também nos ajuda muito a planejar a expansão, revelando novos locais com potencial de acordo com o nosso target.”

Ricardo – Marketing (Cultura Inglesa)

Cruzamento de variáveis para análises precisas

Entretanto, será que as pessoas que circulam por esses lugares são necessariamente as que correspondem ao perfil que procuramos?

Considerando que a escola tenha interesse em realizar sua macro captação de alunos focada nos que estão terminando o ensino médio ou ingressando no ensino superior, buscamos onde existe predominância de idade entre 15 e 19 anos.

Isso porque se trata de um período da vida no qual muitos jovens procuram aprender um segundo idioma para se inserirem no mercado de trabalho, realizarem intercâmbios, entre outras oportunidades.

Mas o OnMaps permite ir além, possibilitando ainda que esse filtro seja feito também por faixa de renda.

No caso, selecionamos então as classes C2 – que consiste em uma disponibilidade financeira domiciliar entre R$ 1.303 e R$ 2.424 mensais – e C1 – que vai de R$ 2.424 a R$ 4.246.

Abaixo, fizemos um comparativo para entender a diferença entre uma análise que considera a população geral e outra com esse recorte social.

 

macro captação de alunos

População x população entre 15 e 19 anos com renda domiciliar C1 e C2 em microáreas do Rio de Janeiro (RJ)

No mapa, os números indicam a seguinte quantidade de habitantes:

  • 4.773 no Centro
  • 176.217 em Barra da Tijuca
  • 158.856 no Flamengo

Mas, quando estudados especificamente entre os jovens e adolescentes com o poder aquisitivo aderente à instituição, a microárea que se destaca é Barra da Tijuca, com 2.448, seguida por Flamengo, com 2.269, e apenas por último a região central.

Diversos fatores podem explicar isso, como os diferentes hábitos e interesses conforme a idade e até mesmo os serviços disponíveis nas proximidades serem mais atraentes a determinados moradores do que a outros.

Comparação de dados na tomada de decisão

Sendo assim, o que é melhor: realizar a macro captação de alunos priorizando o fluxo do entorno ou os moradores mais próximos?

Para questões como essas, é possível realizar uma comparação entre as áreas adicionando diversas variáveis, conforme mostramos abaixo.

Neste caso específico, optamos por analisar os territórios com base no quanto a população residente neles intenciona gastar com matrículas e mensalidades de cursos específicos – categoria na qual estão enquadrados os de idiomas:

 

 

macro captação de alunos

Relatório comparativo de microáreas Barra da Tijuca, Centro e Flamengo, no Rio de Janeiro (RJ)

Como o OnMaps aponta, o maior potencial para esses serviços está em Barra da Tijuca, onde a propensão de consumo somada da população corresponde a R$ 123.144.448 por ano.

Em seguida, quem se destaca é a região de Flamengo, com R$ 95.366.535, e apenas por último o Centro, dispondo de R$ 892.545.

Quanto a isso, convém ressaltar que, no setor de ensino, é comum que as unidades tenham uma área de influência relativamente grande.

Ou seja, são segmentos que atraem pessoas dispostas a percorrer trajetos mais longos para terem acesso a esses serviços, principalmente quando se trata de especialidades como cursos superiores, técnicos, de idiomas, entre outros.

Por outro lado, também é comum que a maior parte dessa base de interessados costuma morar nas proximidades do estabelecimento.

Desta forma, um fator relevante para potencializar essa influência e, consequentemente, a capilaridade da companhia, é entender aspectos estratégicos que tornam essa unidade mais atrativa – como estar próxima de polos geradores de tráfego, por exemplo.

Em nossos canais, temos vários materiais que explicam com profundidade como o uso dessa inteligência geográfica pode te auxiliar a obter os maiores resultados para a sua empresa.

Quer saber mais? Recomendamos que você comece por este aqui:

New Call-to-action

Veja também

Varejo/Serviços
07.10.2021 | Por Victor Melo | 10 min

Canibalizar lojas? Conheça 5 cenários e ações a adotar

Saber a distância aceitável entre duas lojas de uma mesma rede não é fácil. Saiba como a inteligência geográfica de mercado pode te auxiliar a tomar as melhores decisões quanto a isso.

Leia mais
Notícia
30.09.2021 | Por Victor Melo | 10 min

Confira os principais insights do Geotrends 2021

Leia mais
EnsinoFinanceiroImobiliárioIndústria de Bens de ConsumoSaúde/SeguradoraVarejo/Serviços
09.09.2021 | Por Victor Melo | 10 min

Share de mercado: descubra 7 formas de mapear o seu

Saiba onde está sua concorrência e identifique oportunidades em qualquer um dos mais de 5.500 municípios do Brasil

Leia mais