SoluçõesCasesAcademiaBlogTalentosInstitucional
Indústria de Bens de Consumo

Indústria de HPPC: mapeando potencial para itens de cuidados pessoais

Entenda como as empresas do setor utilizam dados sobre local e perfil de entorno para análises profundas em suas estratégias

A Indústria de HPPC (Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos) passa já há alguns anos por oportunidades advindas das mudanças de perfil do consumidor brasileiro.

Afinal, além das pessoas estarem cada vez mais atentas aos cuidados pessoais, esse comportamento também aparece na demanda por linhas de produtos específicas que atendem a diversos interesses.

Não por acaso, as drogarias e perfumarias têm dedicado mais espaço a itens de beleza e bem-estar em suas unidades.

Isso é o que apontam os dados do ranking sobre as 300 maiores empresas varejistas 2020, realizado pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo.

Se, por um lado, esse fator parece estar ligado à loja física, seria de se esperar que as empresas do setor sofressem uma queda devido à pandemia do Covid-19, certo? No entanto, não foi bem isso o que aconteceu.

Segundo informações da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos divulgadas no Bol, foram justamente os produtos de cuidados com a pele, perfumaria e shampoo os que mais cresceram neste período.

Ou seja, ainda que o cenário de 2020 tenha gerado adversidades, a tendência de crescimento de oportunidades para esse cenário se manteve, principalmente devido ao reforço dos hábitos de higiene.

Em meio a isso, recursos e conhecimentos de inteligência geográfica são os diferenciais que fazem grandes players do segmento irem além da prospecção comercial, aproveitando este cenário auspicioso para gerar alto retorno em suas estratégias.

Continue a leitura para saber mais a respeito.

industria-de-hppc

As amplas oportunidades para indústrias de HPPC

Para entender de que forma as relações entre as pessoas, os espaços e o consumo impactam nos negócios, as principais empresas do mercado utilizam soluções de dados para suas análises.

No Brasil, o OnMaps é a ferramenta utilizada por grandes companhias para descobrir onde expandir unidades, prospectar pontos de venda ou gerir territórios.

Com acesso a milhares de dados do País inteiro, os analistas têm acesso a informações precisas para poder realizar seus estudos com segurança.

Em caso de necessidades pontuais e de alta complexidade, é possível ainda contar com uma equipe de Consultoria, como o time de especialistas que possuímos na Geofusion, para auxiliar a obter os melhores resultados em seu mercado de atuação.

Nova call to action

No que diz respeito especificamente à indústria de HPPC, é comum que as marcas atuem como produtoras e vendedoras de seus produtos ao mesmo tempo.

Enquanto outros segmentos necessitam de um intermediário para realizar a prospecção comercial, neste caso, no entanto, pode acontecer uma mescla dessa estratégia com a expansão de unidades.

É comum que no segmento de beleza as empresas deem atenção tanto às lojas próprias quanto à procura por varejistas, franqueados ou mesmo consultores para a realização de vendas diretas.

É o caso da Natura, cliente Geofusion desde 2019. Com o modelo de lojas próprias e franquias, a gigante de cosméticos já inaugurou mais de 500 PDVs com apoio dos estudos realizados no OnMaps. Toda a estratégia de localização é pensada para beneficiar tanto as unidades como as consultoras.

industria-de-hppc

Mapeamento de público: o local de interesse

Mas, afinal, como os grandes players do segmento descobrem de fato quais são os locais onde há maior potencial para o que eles vendem?

Isso é bem simples: com ferramentas como o OnMaps, em apenas alguns cliques é possível encontrar os territórios onde as pessoas mais intencionam gastar com determinados produtos.

Pode-se, ainda, ter bastante versatilidade nas análises espaciais, de modo que o consumo é passível de estudo no nível de estado, município, bairro, e assim por diante, chegando até mesmo a trechos de rua.

No mapa abaixo, por exemplo, buscamos entender o potencial de consumo para perfumes no município de Recife em cada uma de suas microáreas. Os tons mais fortes indicam onde esse indicador é mais expressivo e, os mais claros, menos. Veja:

industria-de-hppc

Potencial de consumo para perfumes por microáreas em Recife – PE


De imediato, nota-se que existe uma propensão significativa em Água Fria, seguido por Boa Viagem e Prado.

Neste caso, optamos por partir de informações locais para, a partir daí, entender o perfil do entorno.

Para isso, consideramos uma indústria fictícia que tenha produtos para diversos públicos e, por razões estratégicas, tenha decidido investir especificamente neste município.

No entanto, o caminho contrário também é igualmente fácil de encontrar pelo OnMaps. Isto é, delimitar uma persona com determinada renda, idade e hábitos de consumo, por exemplo, e então entender onde ela seria encontrada.

Independentemente da lógica a ser seguida, nossas soluções são bastante flexíveis e com uma riqueza de dados que permitem à investigação ir sempre mais a fundo, como mostraremos a seguir.

industria-de-hppc

Precisão de escala geográfica: a profundidade no conhecimento

Seguindo o exemplo do mapa anterior, existem situações em que é perfeitamente aceitável para uma indústria de HPPC elaborar seu planejamento focando na microárea como escala territorial.

Em uma prospecção de PDVs, a empresa pode decidir direcionar parte de sua força de vendas para aquele entorno em específico. Para isto, o próximo passo seria descobrir quais os estabelecimentos de interesse presentes por ali.

Se o foco for expansão de unidades, então outras variáveis também entram em jogo, como a circulação de pessoas nos arredores e os polos geradores de tráfego.

Neste caso, consideramos que o objetivo desta companhia seja entender, a princípio, o perfil da população recifense antes de decidir entre expansão ou prospecção.

Especificamente na microárea da Água Fria, portanto, ela pode entender melhor algumas características e levar sua análise ao nível de setor censitário, que se trata de uma delimitação territorial que considera agrupamentos de cerca de 300 domicílios.

Algo que logo chama atenção é o fato de que, quanto mais próximo o olhar que o analista lança ao local, também mais evidentes são as nuances e diferenças ali presentes.

Ainda considerando que essa indústria de HPPC tenha produtos para diferentes públicos, quais elas deveriam, portanto, levar para essa microárea? Uma possibilidade para entender isso é por meio da renda média domiciliar.

Neste sentido, o profissional pode se deparar com um mapa como este abaixo. Novamente, as cores mais escuras foram filtradas de acordo com onde há maior concentração populacional conforme a informação buscada.

Pensando nisso, ao observar as informações, qual você diria que é o território mais auspicioso para essa empresa investir?

industria-de-hppc-mapa-1

industria-de-hppc-mapa-2

A resposta é: depende. Existem determinados trechos em Água Fria que podem trazer bons retornos para produtos premium ou de alto custo, uma vez que a renda média da população é maior.

No entanto, a quantidade de locais em que o poder de compra fica entre R$ 2.206 e R$ 2.666 é muito mais significativa.

Ou seja, são lugares onde é mais interessante se atentar a itens de médio custo ou relacionados a outras características em particular – gênero, por exemplo, uma vez que o objetivo é entender o potencial de consumo para perfumes.

São essas particularidades que começam a delinear a estratégia de inteligência geográfica de modo a ficar cada vez mais segura e precisa.

Versatilidade de análise: variáveis de mapeamento para HPPC

Com informações como essas à disposição, é evidente que os próximos passos para o êxito das estratégias dependem, a princípio, dos objetivos dessa indústria de HPPC, e de como isso é levado à prática.

Quando há dados ricos, precisos e bem mapeados com os quais a equipe possa trabalhar, lugares propícios para obter bons resultados não faltam.

Utilizando inteligência geográfica, alguns caminhos podem ser delineados não apenas para este segmento, mas em qualquer indústria, como:

  • mapear estabelecimentos comerciais para venda de produtos;
  • posicionar centros de distribuição próximos a consultores de vendas;
  • expandir unidades de lojas próprias.

Neste post, mostramos apenas uma das principais aplicações desse conhecimento no dia a dia das empresas.

Temos vários materiais que explicam muito mais sobre o modo como esses dados podem te ajudar a chegar lá. Você pode começar por este aqui:

Nova call to action

Veja também

Financeiro
17.06.2021 | Por Victor Melo | 10 min

Captação de clientes no financeiro: 3 maneiras de mapear credores

Descubra como dados geográficos e de mercado podem te ajudar a encontrar os clientes ideais para a sua cooperativa

Leia mais
Varejo/Serviços
10.06.2021 | Por Victor Melo | 10 min

Expansão de empresas: aprenda com as matcons

Entenda como o varejo de construção utiliza inteligência geográfica para entendimento de mercado e abertura de novas lojas

Leia mais
EnsinoFinanceiroImobiliárioIndústria de Bens de ConsumoMídia OOHNotíciaSaúde/SeguradoraVarejo/Serviços
20.05.2021 | Por Victor Melo | 10 min

Poder de compra no Brasil: por que estudar variáveis geográficas

Entenda como diferenças entre locais gera efeitos no potencial de consumo da população e nas oportunidades das empresas

Leia mais