SoluçõesCasesAcademiaBlogTalentosInstitucionalFale com o Suporte
Notícia

Análise de Concorrência: Aprenda a Fazer em 4 Passos! [2022]

A análise de concorrência levanta dados que ajudam as empresas a alcançarem melhor seus clientes. Saiba mais.

Sobreviver em um mercado competitivo e crescente não é uma tarefa fácil. Para isso, as empresas precisam, sobretudo, conhecer quem são os componentes do seu nicho e entender como eles se posicionam. Por isso, a análise de concorrência é tão fundamental.

Estudar a competição em um segmento permite obter insights precisos sobre como a empresa deve se posicionar para captar novas parcelas do público-alvo (ou fidelizar as parcelas atuais).

Isso permite planejar novas ideias e orquestrar o crescimento com maior precisão.

Essa pesquisa deve ser feita com a ajuda dos dados, para uma previsibilidade maior. Por isso, é crucial também pensar nas ferramentas que serão usadas para viabilizar um estudo aprofundado dos cenários.

Entenda melhor esse assunto a seguir.

O que é uma análise de concorrência?

A análise de concorrência é um estudo acerca do mercado, dos componentes e de como o público é impactado pelas marcas.

É um levantamento importante a se fazer desde o início de uma companhia.

No momento em que a ideia nasce, o estudo favorece uma análise da viabilidade daquela concepção, ao entender como as outras empresas se posicionam.

Entretanto, a análise também é importante para empresas já estabelecidas. Afinal, o mercado muda muito, portanto, sempre haverá novas ideias para assimilar e novas informações para aprender.

A avaliação da concorrência busca, a partir de alguns critérios, entender a fundo as características dessas empresas e suas ações para sobreviver e crescer em mercados altamente disputados.

Hoje, com as tecnologias, novos players surgem sempre com ideias, métodos, ferramentas e técnicas. Manter-se atualizado é um desafio, mas as empresas conseguem garantir isso ao pesquisar de forma consistente sobre as ações e táticas dos concorrentes.

Qual a importância da análise da concorrência?

Um dos primeiros pontos que podemos destacar é a geração de insights sobre posicionamento. Ao analisar um mercado, você conseguirá entender quem são os líderes, quem são os principais agentes e quais são as empresas em crescimento.

Assim, após monitorar essas marcas, a empresa ganha novas informações acerca de como conduzir melhor suas operações. É possível buscar destaque competitivo, ao saber como oferecer algo ao cliente que ninguém ainda oferece.

O posicionamento diz respeito à mensagem e à forma como a empresa é lembrada pelas pessoas. É conectar uma proposta de valor com o que o cliente já espera.

Entender quais marcas já fizeram promessas (e quais são essas promessas) é importante, pois ajuda a compreender como estão as expectativas daquele cliente.

Ademais, você consegue identificar oportunidades, a partir de demandas e necessidades do mercado para então investir em novos produtos/serviços ou apresentar seus produtos de uma forma mais atraente.

tipos de concorrência

Quais são os tipos de concorrência?

Ao entender a concorrência, você perceberá que nem todos os competidores estão no mesmo nível.

Existem os chamados concorrentes primários, que são empresas que concorrem diretamente com a sua. Geralmente, são as que oferecem o mesmo produto, com a mesma estratégia de segmentação e comunicação.

Da mesma forma, há concorrentes indiretos ou secundários. Eles geram um impacto para o seu público-alvo, mas não oferecem os mesmos produtos. Contudo, por mais que sejam diferentes marcas, atuam no mesmo espaço e segmento.

Quais são os 3 fatores da análise da concorrência?

A análise deve considerar alguns dos fatores mais relevantes quando pensamos em sobrevivência de mercado.

Um deles é o produto. O principal elemento de negociação de uma empresa, algo que varia bastante a depender da marca. Contudo, no caso de concorrentes diretos, a oferta é basicamente a mesma (exemplo: empresas concessionárias de automóveis vendem automóveis).

O que muda é a qualidade, a consistência, o status, os benefícios, as características. Cada produto é diferente e tem um impacto diferente. É preciso estudar isso em detalhes para assimilar como seu produto pode se destacar.

Outro ponto é o preço. A precificação no mercado geralmente segue um padrão, de acordo com a movimentação daquele segmento e da economia como um todo. Entretanto, há variações, com ofertas, promoções, combos, modelos de assinatura e outras questões.

Tudo isso deve ser estudado com a análise de concorrência. Por isso, é necessário entender os diferenciais nesse quesito para saber como sua empresa pode buscar vantagem.

O terceiro ponto é o público-alvo. Mesmo que a disputa dos concorrentes seja a mesma parcela da população, a segmentação pode ser diferente. Portanto, é vital para uma boa análise coletar esses dados.

Como fazer a análise da concorrência?

1. Identifique objetivos

Primeiro, busque estabelecer os principais objetivos de sua análise de concorrência. Saiba bem o porquê de buscar essas informações. A partir disso, você e sua equipe podem agir para melhorar os resultados e alcançar essa meta.

2. Identifique o melhor método de análise

Em seguida, estabeleça um bom método para analisar essa informação.

Ou seja, busque os critérios ideais para avaliar cada empresa e quais perguntas de fato serão feitas. Tente se ater ao que é mais importante (pode ser número de funcionários, faturamento, como o marketing é feito, preços e adicionais, etc).

3. Defina a estratégia de coleta

Depois, é preciso definir a estratégia ideal de coleta. Como esses dados serão levantados, a partir de quais recursos e métodos. Uma das formas é o uso de questionários, por exemplo.

É possível também fazer uso de sistemas de análise de dados, uma vez que eles representam maior precisão e uma melhor gestão desses dados.

conclusão análise de concorrência

4. Interprete e analise os dados

Por fim, analise os dados levantados e tente chegar a conclusões. Com a ajuda de sistemas analíticos, a marca é capaz de criar relatórios e dashboards para organizar esses insights.

Sobretudo, é importante que isso estimule planos de ação e táticas para sua empresa se destacar e se posicionar melhor no mercado.

Esses insights podem até inspirar novas campanhas de comunicação, novos lemas e até mesmo uma nova postura diante do mercado.

É sempre bom entender o que está sendo feito, replicar o que é efetivo e, assim, se diferenciar de acordo com as expectativas do público-alvo.

Saiba como coletar e analisar dados para melhorar a análise de mercado e da concorrência com o OnMaps!

Conclusão

A análise de concorrência é essencial para manter um negócio vivo no mercado. Hoje, se torna uma prática para ser realizada em qualquer estágio do ciclo de vida de uma empresa.

Para melhorar o estudo e os resultados, é importante usar sistemas que centralizam as informações, ajudam a criar dashboards e relatórios e permitem fácil compartilhamento.

Veja também

Notícia
30.06.2022 | Por Victor Melo | 10 min

Franchising Week e ABF Expo 2022: saiba tudo o que rolou

Saiba mais sobre como foi o evento e de que forma soluções de geomarketing podem auxiliar no crescimento da sua franquia

Leia mais
Notícia
24.06.2022 | Por Geofusion

Inteligência de Dados: Soluções da Geofusion [com Cases]

Leia mais
Notícia
24.06.2022 | Por Geofusion

Análise de Mercado: Etapas e Como Fazer em 5 Passos

Leia mais